quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Eu gosto de novela !!!

Este gênero pode ser uma “tela de descanso” depois de um pesado dia de trabalho ou depois de passar por engarrafamentos insuportáveis. Mas tenho encontrado informações bastante interessantes a começar (neste ano de 2009) pela cultura indiana , principalmente no que diz respeito as relações sociais que me foi apresentado em Caminho das Índias. Hoje posso dizer que estudei e conheço mais um pouco deste universo que acontece “do lado de lá” (parafraseando Zeca Camargo).

E no momento as três novelas da Rede Globo estão prestando um serviço de muita relevância para seus telespectadores. Cama de Gato tem um personagem portador de deficiência auditiva (esta novela eu quase não vejo) e Caras e Bocas um personagem/ator deficiente visual. De forma indireta e ficcional somos (telespectadores) levados a compreender melhor como vivem e quais as dificuldades que essas pessoas com necessidades especiais encontram no seu dia a dia e a importância da inclusão.

Mestre Manoel Carlos em Viver a Vida trata de superações.

Ratificamos aqui o interesse no tema porque em nosso grupo de pesquisa Vida sem Barreiras, o primeiro objetivo é pensar a casa, porque a entendemos como o lugar seguro, o abrigo, o lugar do conforto e bem estar. Através de uma casa acessível para o portador de necesidades especiais e sua família podemos (como profissionais da área de design de interiores) contribuir para o restabelecimento ou manutenção da auto estima.

As adaptações da casa são relatadas com frequência em Viver a Vida com muitos questionamentos: E a escada ? As portas são largas o suficiente para a passagem da cadeira de rodas ? E o banheiro ? Como fazer para dar mais autonomia (no caso para a personagem Luciana) ?

Eu gosto de novela, sobretudo quando se torna um canal para mostrar uma possibilidade de mundo mais acessível e sem barreiras.

Lourdes Luz
09 /dezembro/09


Nenhum comentário: