segunda-feira, 25 de julho de 2011

Depoimento de um aluno da UVA portador de nanismo sobre sua vivência de campo, na Ilha Grande – Angra dos Reis-RJ

"Gostei bastante de ter participado da vivência de campo em grupo de alunos de diferentes cursos da Escola de Design da Universidade Veiga de Almeida, na Ilha Grande – Angra dos Reis-RJ, não foi mais prazeroso, porque eu estava com alguns problemas nas pernas (coisas da coluna), o que fez com que a "caminhada" ficasse tensa não só pelos obstáculos naturais.


A Professora Danielle Spada, coordenadora do evento, conhecida e chamada carinhosamente por todos nós simplesmente como Dani, nos comunicou que o percurso do caminho seria em torno de 20 minutos. Deduzi então, que seria uma coisa rápida, mas, não foi assim!


O caminho tornou-se difícil, com pedras que nem conseguia subir sozinho e lugares altos, que devido a minha estatura dificultava mais ainda o acesso pra mim. Lembro que muitas vezes a orientadora do ambiente que estávamos conhecendo fazia algumas paradas para explicar detalhes sobre o local. Mas, até eu conseguir alcançar o grupo para ouvir a explicação, ela já tinha terminado de falar. Situação esta que se repetiu muitas vezes, ou porque sentia as dores ou porque não conseguia chegar a tempo.


Bem apesar do percurso e do que para mim se tornou uma longa caminhada, o que fez com que na volta tivesse que utilizar um taxi boat, pois não conseguiria voltar tudo a pé, a vivência foi legal, a oportunidade de interagir em grupo, o conhecimento adquirido, proporcionou um novo olhar de um bonito lugar. Pronto só isso! Espero ter ajudado ai D: "



Esta perseverança é um exemplo para todos nós.

Lourdes Luz

Nenhum comentário: